Alinhamento Estratégia e Processos 4 – Projetos de Melhoria

Por Maurício A. Santos, ProcessMind

Continuando a série de posts visando mostrar a importância do alinhamento entre a Gestão por Processos e a Gestão da Estratégia Corporativa, um dos pontos a ser analisado é o gerenciamento da implantação das melhorias identificadas para os processos de negócio. Alguns pontos que considero importante neste alinhamento são:

1. Priorização das melhorias de processos: para cada processo de negócio analisado e mapeado, é comum serem identificadas dezenas de oportunidades de melhoria, de diferentes características e complexidade. Algumas são de rápida execução e exigem pouco esforço para sua execução. São as que costumamos denominar de “quick wins” para o processo. Outras, porém, demandam tempo e investimento para sua implantação, tornando-se pequenos projetos de melhoria. Como os recursos normalmente são limitados em uma empresa, é preciso então priorizar quais melhorias serão implementadas prioritariamente. Esta priorização por um lado passa pela análise da complexidade e investimentos necessários para execução da melhoria e por outro lado pela análise do impacto que a melhoria trará para a estratégia do negócio. Quando maior for esta contribuição, mais prioritária será sua implantação, mesmo que para isto os recursos investidos sejam maiores.

2. Alinhamento dos projetos de processos com os estratégicos:  normalmente o processo de planejamento estratégico gera uma série de objetivos estratégicos que, para serem atingidos, exigem a execução de iniciativas ou projetos estratégicos. As melhorias dos processos são complementares a estas iniciativas e projetos identificados e, por esta razão, é importante uma visão global sobre todas estas ações para evitar a ” concorrência” entre os projetos e, ao mesmo tempo, garantir a melhor utilização dos recursos humamos e materiais.

3. Monitoramento contínuo da execução: Uma vez planejada a implantação das melhorias (quem, quando e como fazer), é importante o acompanhamento contínuo de sua execução, verificando se as ações estão sendo realizadas no prazo e, principalmente, se os resultados desejados com a melhoria serrão alcançados. Resultados estes que, mais uma vez, devem estar atrelados às metas estratégicas definidas.

Resumindo, considero que o mais importante é evitar que as melhorias sejam conduzidas de forma isolada do restante da organização. Muitas vezes encontramos nas empresas cada gestor preocupado com a implantação de melhorias em seus processos sem olhar o que está acontecendo em volta.  Como consequencia, muitas vezes as mesmas melhorias estão sendo realizadas por equipes diferentes ou, o que é pior, sem nenhum alinhamento com a estratégia planejada para a empresa.

Publicado em BPM. Leave a Comment »

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: