Seis Sigma e Gestão e Automação de Processos

Por Maurício A. Santos, ProcessMind

Em recente artigo, Paul Harmon fala das três iniciativas de gestão de processos mais adotadas atualmente: BPM, Seis Sigma e Automação de Processos. Quais suas características e como elas podem ser disciplinas bastante complementares no programa de gestão por processos das empresas.

É crescente e quase inevitável atualmente a existência de alguma iniciativa de gestão de processos nas corporações. Seja para resolver algum problema específico ou então para melhorar o controle e análise sobre as atividades realizadas pelas pessoas.De acordo com a realidade da empresa no momento e com as suas necessidades de gestão, alguma metodologia de gestão dos processos é selecionada visando melhorar o desempenho dos mesmos e, conseqüentemente, do negócio como um todo. Dentre elas as que mais estão sendo utilizadas, como coloca Paul Harmon são:

  • Seis Sigma: que tem o objetivo principal de melhorar a qualidade e consistência das saídas de um processo, seja ele administrativo ou produtivo. Normalmente acaba trabalhando de maneira focada em um sub-processo específico, sendo que a base do trabalho está na capacitação das pessoas em ferramentas da qualidade para análise e solução de problemas, dentro de uma metodologia bastante prática e objetiva.
  • BPM ou Gestão de Processos de Negócio: que tem a preocupação de enxergar toda a organização como uma cadeia de valor de processos que devem ser medidos e analisados quanto ao seu desempenho e sua contribuição para o desempenho da organização. É feita a gestão de todo o portfólio de processos, priorizando as ações de mapeamento e implantação de melhorias.
  • Automação de Processos: que consiste nas iniciativas de adoção de sistemas para automação de fluxos de trabalho (conhecidos como BPMs), visando trazer maior produtividade, agilidade e flexibilidade aos processos o que, em outras palavras, significa maior controle sobre as informações dos processos e redução de custos operacionais.

As iniciativas são complementares e de certa forma se sobrepõe em alguns pontos. Entretanto, todas partilham de um mesmo objetivo comum visando o melhor controle e gestão do negócio pela melhoria dos seus processos. Sendo assim, é imprescindível que as três iniciativas (bem como outras que venham a existir) sejam planejadas de forma conjunta e ordenada dentro da empresa, buscando otimizar os recursos disponíveis para implantação dos trabalhos.

O caminho da gestão de processos é quase inevitável. Melhor trilha-lo da melhor forma desde o começo.

3 Respostas to “Seis Sigma e Gestão e Automação de Processos”

  1. Luis Fernando Barbosa Says:

    Concordo que as três iniciativas se sobrepõem, por vezes esbarram na revisão e mudanças dos mesmos processos, administrativos ou industriais; no entanto, cada sponsor defenderá seu ponto de vista sob o amparo de uma dessas três iniciativas apontadas no texto; e é justamente aí que muitas empresas trocam seis por meia dúzia, empregam dezenas de horas em trabalhos que não vão agregar valor às atividades analisadas e nem ao produto final.

    Quando as empresas se decidem por buscar melhorias, utilizando BPM e Seis Sigma, entendo que deverá haver, por parte dos gestores, onde começa uma iniciativa e onde continua-se com a outra – sendo mais claro: Não se pode querer aplicar os conceitos de Seis Sigma, para uma atividade onde não se consiga sequer medir esse sigma; seria melhor então, rever o processo, sob uma visão de fluxo de informação e documentos, eliminando etapas e adicionando outras para controle e revisão, que aumentem a confiabilidade e a dinâmica do processo… aí sim, estaremos prontos para pensarmos em medir, e até quem sabe, estabelecer um “sigma objetivo”.

    Presenciei casos reais de projetos Seis Sigma que, devido ao mal entendimento do sponsor e pelo despreparo de black e green-belts o resultado foi um completo fracasso. Meses de trabalho procurando e definindo o que medir, e estando tão fora de foco, não foi possível que a equipe envolvida percebesse que o processo pedia por uma visão mais voltada ao BPM, com toques sutis de automação de algumas atividades menores, que paralelamente à eventos maiores, sustentavam um processo muito maior, que envolvia até o suporte à tomada de decisão dos gestores do negócio.

    Enfim, a mensagem é: utilize as três iniciativas, mas saiba identificar quando uma delas pode ser o ponto crucial para se obter sucesso ou levá-lo ao fracasso.

  2. Maurício A. Santos Says:

    Concordo com você Luis Fernando.
    O crítico é quando os gestores querem aplicar todas as metodologias porque são importantes, estão na moda, precisam mostrar resultados etc e acabam soberpondo as iniciativas sem analisar para cada processo o que realmente precisa ser feito: se a gestão, a automação ou um projeto seis sigma.

    Obrigado pela contribuição e continue em contato!

  3. Willians OC Says:

    Caros colegas, atualmente estou trabalhando num projeto de proposta de melhoria de processos de uma empresa de distribuição de produtos de telecomunicação e já participei de um projeto de MCQ (Melhoria Contínua da Qualidade) utilizando a metodologia Six Sigma.

    Estou iniciando na área de processos com foco no SGQ da empresa e existem processos de relevância que passaram por mudanças e precisam ser alinhados com a estratégia do negócio e necessidades do cliente.

    Então é aceitavel indicar numa proposta de melhoria de processos a utilização das metodologias Six Sigma e Business Process Management, e desta forma, no planejamento do projeto avaliar qual metodogia é aplicável para cada processo?

    Qual é a opinião neste dilema?


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: